Maratona de Curitiba 2014

Finalmente consegui um tempo pra falar da prova de domingo!

Dia 16 ocorreu a principal corrida de rua do calendário curitibano. Conforme esperado, o evento foi uma enorme festa. As provas paralelas garantiram muita gente no Centro Cívico, além dos milhares de guerreiros que enfrentariam os 42K, o que deixava o clima de endorfina ainda mais evidente.

Além da prova principal, havia também uma caminhada de 3K e provas de 5 e 10K. Ou seja, qualquer que fosse seu condicionamento físico, você poderia participar!

Eu, que corri a convite da Latin, optei por participar da prova principal, da Maratona, mas apenas como parte do meu treinamento para estrear em uma Meia, prevista para janeiro. Assim, mesmo ciente da minha desclassificação, optei por largar do km 24 e correr os dezoito quilômetros finais da prova, participando de um desafio organizado pela minha assessoria.

km24

Para não atrapalhar a prova, a assessoria montou um ponto de apoio na Rua Guilherme Pugsley, bem ao lado da placa do km 24.

Primeiro, ficamos na torcida pela passagem da elite e dos amigos mais rápidos. Depois, os técnicos  foram liberando os atletas para correr somente na medida em que os maratonistas já passavam mais ou menos no pace que haviam se preparado para correr. Assim, não atrapalhavamos a passagem dos maratonistas, pois não havia um “bolo” para começar a correr e também não havia chance de, por exemplo, alguém chegar antes ou junto com a elite…

Assim, calculando-se pelo meu pace, larguei apenas às 9h20, com Sol forte.

Apesar de ter passado protetor solar, o Sol estava queimando e confesso que tive medo de quebrar pelo calor. Mas a organização da prova estava impecável e não faltou água (a cada 3,5K) e nos 18 km finais, dois pontos, ainda, de isotônico.

Além disso, em alguns pontos havia a distribuição de água e/ou Coca-Cola por expectatores, torcedores… em vários pontos haviam grupos, ou até mesmo uma pessoa sozinha aplaudindo, incentivando… Se isso ajudou muito a mim que corri menos da metade da prova, imagina para quem correu toda a maratona!

Quanto ao meu medo de quebrar, nos últimos treinos eu vinha experimentando diversas marcas de géis de carboidrato, tudo para obedecer a estratégia definida pelo meu técnico. Deu certo: achei alguns bem gostosinhos e perto dos km 6 e 12 (aproximadamente 40 min de prova), eu retirava o gel do meu Coolbelt (sim! “Merchand” mas que merece ser feito! use o cupom de desconto CORREMULHER !), tomava o gel assim que via o ponto de hidratação para poder descartar a embalagem onde seria facilmente recolhido e também para ter a água logo em seguida, e bem hidratada, com água na nuca… não quebrei!

chegada

Consegui terminar os meus 18.610m em ritmo constante – variando de 6:04 a 6:25, terminei em 01:56:24 e ainda tive forças pra fazer mais uns 200metros pra chegar (de novo!) com meu marido, que largou depois de mim e por isso chegou 10minutos mais tarde.

Mas impressionante, mesmo, é acompanhar os maratonistas… 42k não é pra qualquer um. Correr ao lado de quem está realmente se superando a cada passo, vencendo uma enorme batalha… Como disse meu marido, que também participou do desafio, às vezes, por mais que inscritos na prova, até dava uma certa vergonha de estar ali… se passávamos alguém, não tinha mérito algum.  E, que força todos aqueles que nos passaram! Esses sim mereciam todos os aplausos!

A única coisa chata, a única coisa que estragou um pouco a festa, foi saber, logo que cheguei na barraca da assessoria, que o Eduardo França, único cadeirante a participar da prova, havia sido chamado ao palco e recebido um cheque simbólico de R$ 340,00, mas no final disseram que ele teria que devolver o cheque e que não tinha direito ao prêmio, posto que o prêmio previsto para PNE (Portador de Necessidade Especial) seria apenas para deficientes visuais… situação bem chata…

Mas fico feliz em poder dizer que em contato com a Prefeitura Municipal de Curitiba, a situação parece que foi resolvida e o Eduardo vai, sim, receber o prêmio em dinheiro!

☆Em tempo: hoje, 19 de novembro, recebi ligação da Latin Sports confirmando a informação acima. Apesar do equívoco na hora da premiação no palco, já entraram em contato com o Eduardo e farão o depósito bancário do prêmio. Ainda, informaram que estão desde já discutindo com a Secretaria de Esportes de Curitiba as alterações necessárias do regulamento para que se inclua a premiação para cadeirantes nos próximos anos.
Latin Sports, fica aqui registrada a minha admiração pela pronta solução do problema! ♡♡♡

Anúncios

Boa dica: Seja para o longão ou para o off de domingo

Gente, fiquei tão feliz com uma notícia que recebi que vou ter que divulgar!!!

Lumen FM 99.5 está lançando o programa Rock And Run 99.5 com estreia neste domingo, 15/06, das 9h às 10h, trazendo dicas e orientações sobre corrida de rua, ciclismo, natação, triathlon e esportes afins. Tudo regado com a melhor seleção musical para embalar os treinos dos ouvintes da rádio que traz o som do bem estar.

E a apresentação fica a cargo de quem??? Da minha amiga e parceira de corrida Silvia Sprenger! A Silvia, além de fã e conhecedora do bom Rock and Roll, acaba de estrear muito bem na Meia Maratona de Florianópolis (dia 08) e agora será a hora da estréia ainda melhor no programa novo!

PhotoGrid_1402492085896[1]

O programa também terá a participação de especialistas em esporte e nutrição, como o profissional de Educação Física Fábio Moralles Alonso (Tchê), da Trainer Assessoria Esportiva – (a minha!), e da nutricionista Sandra Trevisan, colaborando com dicas e orientações para a prática saudável da atividade física.

O Rock And Run 99.5 ainda trará entrevistas com atletas profissionais e amadores, fisioterapeutas, profissionais da área médica e, claro, o calendário das melhores provas esportivas do país.

Segundo explica Rogério Chiocchetti, coordenador de rádios da Lumen Comunicação, da qual a Lumen FM faz parte, “Caminhando ao encontro do slogan ‘Lumen FM, O Som do Bem estar’, o Rock And Run 99.5 nasce com objetivo de oferecer informação e música de qualidade para atletas e pessoas que  desejam iniciar a prática esportiva, estimulando os ouvintes a realizar atividade física e promover a qualidade de vida”.

Olha, se depender da Silvia e do Tchê, tenho certeza que vão atingir o objetivo!!

única foto que encontrei minha, da Silvia e do Tchê... kkkk  O Tchê é a Múmia... ainda tem o Samir de King Kong e a "diabinha" Fabi!

Halloween Night Run – única foto que encontrei minha, da Silvia e do Tchê… kkkk
O Tchê é a Múmia… ainda tem o Samir de King Kong e a “diabinha” Fabi!

 

Ah, além dos programas aos domingos, ainda durante a programação semanal da Lumen FM, o Rock And Run 99.5 será apresentado em formato pocket, com dois boletins diários trazendo dicas para treinos, boa alimentação e afins.

 Quem não for de Curitiba e região, ainda pode ouvir pelo site da rádio:  www.lumenfm.com.br

Sobre a Rádio Lumen FM – 99.5

A Lumen FM é uma das emissoras da Lumen Comunicação, grupo de mídia sediado em Curitiba. A rádio transmite e dissemina a educação e a cultura por meio de uma diversificada programação musical e jornalística. Aprovada pelo Ministério da Cultura como única rádio do Brasil com toda a programação inserida na Lei Rouanet, conta com o Patrocínio Master do Grupo OVD, Volvo e com o apoio cultural da Editora FTD.

Fontes: A própria locutora, claro, e a assessoria da imprensa do grupo Lumen, que gentilmente enviou-me um release!

Em tempo: falei que a Silvia tinha estreado em meias maratonas na prova de Florianópolis neste ano… mas ela já tinha corrido a mesma prova anos atrás…

Esquenta Panturrilha – noite perfeita!

A noite de quarta-feira, dia 19, foi, sim, perfeita!

Mesmo tendo acordado às 5h20 para dar conta de deixar tudo pronto para ir direto do trabalho para a prova, mesmo ou até mesmo por que a previsão do tempo era de chuva e por levado dois puxões de orelha – um do meu técnico Leandro, e outro do Tchê, que é o dono e idealizador da Trainer Assessoria…

Eu e meu marido fomos participar da prova a convite da Nosso Time Projetos Esportivos, organizadora da prova.

Desde a entrega do kit, que além de ser disponibilizada no local do evento, podia ser feita também durante a inauguração da nova loja da Procorrer, até o final, tudo transcorreu de forma muito tranquila.

Mesmo com a inscrição baratinha (com direito a camiseta, R$ 29,90), a estrutura no local era TOP, com espaço para os patrocinadores (inclusive para a TRAINER ASSESSORIA) e contava inclusive para espaço para fotografias, disponibilizado pela Claro – olha que legal a “capa da revista”! Ainda, as fotos da estrutura:

Olha o pessoal da Trainer na capa da revista!

Olha o pessoal da Trainer na capa da revista!

 

20140319_19463020140319_194659Antes de chegar o horário da prova, ninguém ficou parado: Primeiro teve aula de Pilates e depois de Zumba, com professores da academia Hype , finalmente, o alongamento com orientação do Tchê (que acabou ficando super em cima do horário da largada…)

O percurso era de uma ou duas voltas no parque e, ao contrário do que sempre achei, não foi tão desmotivador “passar reto” na chegada para iniciar a segunda metade da prova. Como eu havia colocado na cabeça que era “mais um treino no Barigui” consegui seguir a prova numa boa, aproveitando que o clima ajudou. Estava fresquinho, a maior cara de que ia chover. E choveu mesmo, mas bem mais tarde, quando já estava em casa…

Na verdade, essa história de levar a prova como se fosse um treino, rendeu muitas risadas, o que é uma novidade pra mim ao se falar de prova. A largada foi conjunta – dos 5 (que eram 5.300m) e dos 10K (aproximadamente 10.600m). Fomos direto do alongamento para a largada, que aconteceu antes mesmo que pudéssemos nos posicionar no “funil”… o meu Polar não “achava” o GPS então fiquei pra trás, enquanto meu marido largou ao lado da Dani, nossa super parceira de treino. Prometi alcança-los e perto dos 500m consegui encontrá-los.  Mas logo tive que parar pra amarrar o tênis… Coisa de novata… não me perguntem por quê, mas eu que já passei raiva em outras provas e agora sempre dou nós duplos, dessa vez, nem me passou pela cabeça fazer isso…

Então, durante a primeira volta, acabei fazendo “brincando de pega-pega” com o Callado e a Dani. Desamarrou ainda mais duas vezes o tênis só antes deles pararem nos 5K. Eu ficava pra trás e os alcançava depois. E no tempo que corriamos juntos, davamos muita risada (o foco é o gordinho!!! *Piada interna)

Apenas na segunda volta e na 5a. parada para amarrar o tênis(!!!) é que me dei conta que eu podia dar mais um nó… e “incrivelmente” parou de desamarrar…  Acreditem se puder!

Terminando a prova, fui para a barraca da Trainer (bem ao lado do palco) onde o clima era de festa, ninguém muito preocupado com tempo, com meta… só diversão! E não é que o Marcelo, da Nosso Time, aparece de repente com o Microfone e anuncia a minha presença, falando do blog??? Muito 10!!!

E foi ele, também, que anunciou a premiação da etapa… ali do meu lado mesmo, acabou me chamando entre as 3 primeiras colocadas da minha categoria!!! Outra surpresa!

Fiz os cerca de 10.600m em 1h02m04s. Pace pouca coisa mais baixa do que o da prova de domingo, embora num clima muito melhor e sem sofrimento, então realmente não estava achando que levaria um troféu pra casa. Mas fiquei feliz da vida e super orgulhosa… Imagine se não tivesse que amarrar tanto o tênis??? Melhor nem pensar. Sem pressão é que é bom. Que coisa boa se divertir e ainda subir no pódio!

 

Mas eu falei de superstição quando postei uma das fotos no Instagram e no Facebook, né? Então… quando cheguei em casa, de super bom humor, claro, e super “endorfinada”, não é que eu percebo que o tempo todo estava com a saia de trás pra frente???

Acho que não dá pra perceber pelas fotos, não? Acho que ninguém percebeu lá também… e não me incomodou… Então brinquei que a partir de agora só corro com saia ou shorts virado… Qualquer coisa pra ajudar a colecionar troféus!!! (brincadeirinha, viu? – mais vai que…)

Seguem mais umas fotinhos do evento. Ainda temos mais 9 etapas em 2014. Topa participar da próxima??

Com a Dani, super parceira de corrida!

Com a Dani, super parceira de corrida!

Galera Trainer!!

Galera Trainer!!

Callado e Dani quase chegando na prova dos 5K (5.300m)

Callado e Dani quase chegando na prova dos 5K (5.300m)

Minha chegada na prova dos 10K (10.600m)

Minha chegada na prova dos 10K (10.600m)

Recebendo meu troféu de 3o. lugar na categoria!

Recebendo meu troféu de 3o. lugar na categoria!

2ª Corrida Unidos pela Vida – Rebouças – Como foi:

Quem me acompanha no Facebook ou no Instagram sabe que não fiquei feliz com o resultado da prova do último domingo.

Por mais que eu não admitisse que a Corrida do Rebouças fosse uma “prova-alvo”, eu a via com bastante expectativa, por ser uma das mais planas de Curitiba (que é uma cidade que não tem muito lugar plano, não…).

Dessa forma, eu a via como uma boa oportunidade de buscar inicialmente um sub55 – posto que meu melhor tempo nos 10K é 00:55:10…

Só que não foi dessa vez. Sabe quando parece que tudo vem contra os nossos planos? Ok, ok… sem desculpas, mas a verdade é que não consegui treinar direito durante a semana, tive vários compromissos que não me deixaram descansar, ainda tinha a maldita TPM e no dia anterior, não parei em casa e comi fora (leia-se: sem respeitar horários e nem tudo assim tão saudável) o dia todo.

No domingo, prova às 8h00 da manhã – bem mais tarde do que costumo treinar – e ainda Sol e calor. E isso não é bom pra Curitiba. Ou melhor, não é habitual em Curitiba. E curitibanos não estão acostumados com isso… Resultado? Quebrei.

E quebrei feio aos 6K. Andava, dava uns três ou quatro passos trotando e voltava a andar, com vontade de chorar, de parar, de voltar… E ficava pensando como contar no blog que desisti… que vergonha… e ainda conseguiria postar #rumoameiamaratona depois de largar na metade uma prova de 10K?

Mas então veio um amigo, colega de assessoria, o Giovani, que apareceu do meu lado dizendo que ia me acompanhar até o fim… “Levanta o rosto”, “Esquece o relógio”, “Relaxa um pouco os braços”… ele falava e eu só obedecia… E não é que voltei a correr e terminei a prova? O tempo oficial ficou em 58’43” – 74ª Colocada geral (180 inscritas nos 10K) e 13ª colocada na minha categoria (32 inscritas).

Os quase 4 minutos de diferença do meu RP foram os que perdi caminhando e pensando em desistir…  E poderia ter sido mais tempo, se não fosse alguém pra não me deixar mais pensar em nada e me fazer correr, mostrar que minhas pernas aguentavam, sim, e que era só minha cabeça me sabotando…

Aqui, algumas fotinhos da Vivo Esportes:

Ainda nos primeiros metros...

Ainda nos primeiros metros…

Ainda tentando sorrir

Ainda tentando sorrir

578JN0435

Metros finais, com a ajuda do Giovani

578YD0293

Chegada. Até feliz pela “recuperação” e com o resultado em menos de 1h.

Quanto à organização, da Procorrer, com parte da renda revertida ao Hospital Pequeno Príncipe, daqui de Curitiba, vou ter que admitir que dessa vez eles pecaram um pouquinho…

O horário divulgado para a largada, era 8h00 para 5K e 8h10 para 10K. Apenas quando chegamos é que primeiro anunciaram que seria 7h55 a largada de 10K e 8h00 a largada dos 5K. E depois mudou, era 7h55 a largada dos 5K e 8h00 a largada dos 10… e, em cima da hora mudou tudo, a largada foi conjunta. E do “funil” não dava pra ouvir direito as caixas de som…

Então não cabia mais nenhum atleta dos 10K no funil quando avisaram… Era gente tentando entrar, “se enfiando”, “se apertando”…  Único “senão” da prova… Eu, na minha TPM braba, reclamei com o cara da staff que passava gritando e ele me colocou pertinho da linha de chegada… depois ainda ouvi dele que “essa mulherada é competitiva… sangue no olho”… pobrezinho… nem sabia que corria risco de vida… onde já se viu se meter com mulher de TPM… kkkk

No fim, devidamente endorfinada, o meu humor até melhorou e o que ficou foi uma grande lição de amizade, parceria e persistência…

Mais uma pra conta. Mais um pouquinho de experiência para fortalecer daqui pra frente…

Obs: Levei um ultimato do técnico para parar com a palhaçada de fazer academia um mês sim, outro não… esse ano ainda não “encaixou” os horários e estou dizendo sempre que “no mês que vem é pra valer”… então podem cobrar… abril…