Uma sopinha para as noites frias

image

Tive que vir contar aqui!
Pensa numa coisa boa?
Hoje “inventei” uma sopinha, sem receita, nem nada… para aproveitar o que ainda tenho de uma super sacola de orgânicos que me marido trouxe pra casa outro dia e… Fiquei surpresa com o resultado,  modéstia à parte!
Segue a receita recém criada:
– duas beterrabas pequenas;
– duas cenouras pequenas;
– um tomate;
– dois dentes de alho;
– suco de uma laranja;
– sal e pimenta a gosto;
– cebolinha para salpicar.
▪ corte as beterrabas, cenouras, o tomate e os dentes de alho e coloque para cozinhar com água o suficiente para cobrir tudo levemente. Quando a beterraba estiver mais macia, coloque o suco de laranja e deixe reduzir um pouco.
Tire do fogo, use um mixer ou o liquidificador para transformar tudo em um creme. Após,  volte ao fogo, temperando e acertando a água para ficar na consistência de sopa (e não de purê).
Sirva e salpique a cebolinha por cima…
Hmmmm!
E já viu quanto benefício tem a beterraba? Ótima pra quem corre!

Pão de Batata Doce com Chia

Embora esta não seja uma receita com calorias reduzidas, muito menos para intolerantes, celíacos ou veganos,  é uma receita com escolhas saudáveis.

Eu resisti um pouco para comprar uma máquina de pão, mas optamos por comprá-la, lá em casa, por dois motivos:

1. Acordar com cheirinho de pão, quentinho. Não tem despertador melhor! Normalmente o pão é feito para os dias que não treinamos cedo, já para podermos pular da cama e comer o pão tão logo fique pronto, mas já programei algumas vezes para o horário da volta do treino… também funciona bem, embora a gente tenda a exagerar…

2. Poder saber exatamente o que e a qualidade do que estamos consumindo, sem conservantes, sem açúcar, pães verdadeiramente integrais ou sem glúten…

IMG_20140407_064833

No entanto, algumas vezes me dou ao luxo de fazer receitas um pouco mais calóricas, mesmo não abrindo mão de “agregar valor” nutricional a elas, pra diminuir ao menos o peso da consciência… o pão de hoje foi o seguinte (já com minhas adaptações)

Ingredientes para um pão de 600

  • 1 copo (medida da máquina) de leite com 1 ovo: Coloque o ovo no copo e complete com o leite
  • 2 colheres (sopa) de óleo de coco. A receita original era de margarina.
  • 1 copo de batata doce cozida e bem amassada.
  • 1 colher (chá) de sal (eu sempre coloco só uma pitada, sem medida exata)
  • 2 colheres (chá) de calda de agave (a receita original era de açúcar)
  • 3 copos de farinha de trigo especial – aqui, usei 2 copos de farinha branca (às vezes uso, quando quero muito conseguir uma massa fofinha… e 1 copo de farinha integral)
  • um punhado de chia
  • 2 colheres (chá ) de fermento biológico seco ou 1/2 tablete de fermento fresco esfarelado.

Siga as instruções da máquina (primeiro os ingredientes líquidos, depois a farinha, por último o fermento). Opte pelo ciclo sanduiche para uma casquinha mais macia. Por levar leite e ovo, não programe para começar a bater a massa horas depois. Eu coloquei tudo na máquina e liguei imediatamente e fui dormir. Perdi o pão quentinho ao acordar, mas não deixei o ovo e o leite em temperatura ambiente por horas para não correr o risco de fermentar e estragar… Embora frio, o pão estava super macio e uma delícia pela manhã!

Olha, se não exagerar nos pães “gordinhos” e nas misturas prontas, a máquina de pão pode, sim, ser uma super aliada na alimentação, viu? Eu adoro!

Promessa é dívida: Receitas

Vamos passar as receitinhas da semana passada?

Quem me acompanha no facebook ou no Instagram deve ter notado que a ordem atual é cuidar da alimentação, mais do que nunca!

Nos preparativos para a minha primeira meia maratona, que deverá ocorrer no segundo semestre, o combinado com meu técnico é que primeiramente eu perca peso e diminua meu tempo na distância de 10K, para apenas em junho começar a aumentar o volume de treinamento.

Então, tenho tentado caprichar nas receitinhas e principalmente nas marmitinhas, pois se tem uma coisa que detesto é comer algo que não seja gostoso… Light, diet, vegano, seja o que for, o importante é ser bom para o paladar!

No domingo, testei uma receita de waffles veganos e foram aprovadíssimos! Gostosos, embora a massa tenha ficado mais pesada que a tradicional, com ovos.

Explico que como ovos. Ovo é algo que não pretendo cortar da alimentação, posto que uma fonte prática de proteína, mas como não os tinha em casa, procurei uma receita sem eles mesmo… Aí vai:

Os waffles cresceram bem, só não ficaram tão fofinhos como a versão com ovos

Os waffles cresceram bem, só não ficaram tão fofinhos como a versão com ovos



Waffles Veganos
Ingredientes:
– 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
– 3 colheres (sopa) de fermento em pó
– 1 colher de (chá) de sal
– 2 xícaras (chá) de leite de aveia
– 1 colher (chá) de essência de baunilha
– 3 colheres (sopa) de óleo
Modo de preparo:
1. Misture todos os ingredientes secos, menos o fermento em pó.
2. Adicione o leite de aveia e o óleo e misture bem com o fouet.
3. Coloque o fermento em pó e misture novamente, por 3 minutos, até que fique bem encorpado.
4. Aqueça a máquina de waffles.
5. Coloque um pouco de massa e siga as instruções do fabricante.

Pra manter o clima “vegan”, cobri com pasta de amendoim, banana e calda de agave… Amo!

A foto é da marmita do dia seguinte... fico devendo a foto dela inteira, bonita...

A foto é da marmita do dia seguinte… fico devendo a foto dela inteira, bonita…

Outra receitinha que fez sucesso quando postei, foi a de Cheesecake com Calda de Frutas Vermelhas… Já achei essa receita como “Torta de Ricota”, mas chame como quiser, o que eu sei é que adoro, é prática, rápida e saudável.

Aqui vai leite. Só não tem glúten nem açúcar. Fiz no dia que recebi um casal de amigos em casa. Como ele é diabético, aproveitei a desculpa para servir uma das minhas sobremesas preferidas.

O pouco que sobrou, virou marmita do dia seguinte…

Ingredientes

1 copo de iogurte desnatado

2 unidade(s) de ovo

350 gr de ricota em pedaços médios

3 colheres (sopa) de adoçante em pó do tipo “Forno e Fogão”

1 colher (sopa) de amido de milho

1 colher (sobremesa) de fermento químico em pó

quanto baste de raspas de limão (opcional)

Misture os ingredientes da massa no liquidificador. Bata bem, até formar uma massa cremosa. Despeje numa forma e leve para assar em forno médio, em banho-maria por cerca de 40 minutos.

Calda:

Simplesmente cortei morangos frescos  (aproximadamente meia caixinha), misturei com cerejas congeladas que tinha no congelador, coloquei um pouquinho de água (aproximadamente uma xícara) e uma colher de geléia de frutas vermelhas diet que tinha na geladeira (pra apressar o ponto). Deixei cozinhando e mexendo aos poucos por todo o tempo em que fiz o jantar, até ficar naquele ponto de calda, mesmo, não tão grossa como uma geléia, mas não líquida.

IMG-20140226-WA0000_resized_1

Estamos na quarta-feira e mantenho que a palavra da semana é #foco. Sucos verdes, sucos rosas, “low carb”… O jeito é carregar menos kg em forma de gordura pra aguentar mais km no asfalto…