Enfim, Meia Maratonista!

10978617_646544908785173_426366407341946318_n

Após um mês de férias, não poderia deixar de compartilhar com vocês como foi completar meus primeiros 21K e, logo, na Disney.

Foi uma experiência incrível, a qual indico para que todos os corredores que tenham a oportunidade, programem-se, pois, embora clichê, não tem como fugir da afirmação de que é, realmente, um lugar mágico. Mas quem procura um texto recheado de outros argumentos relacionados à magia e com pitadas de superação, que farão chorar, aviso desde já: Não vão encontrar.

O meu relato é de trabalho. Muito trabalho e organização. O “Disney Marathon Weekend” é um evento levado à sério pela Disney e por toda a comunidade de Orlando. O respeito à corrida e aos corredores é notável. Não importa se você corre “apenas” a prova de 5K ou se fará o desafio do Dunga (5K na quinta, 10K na sexta, Meia no sábado e Maratona no domingo) – você é um corredor e receberá a atenção por onde passar.

E a cidade respira a corrida durante todo o final de semana. As rodovias por onde as provas passam são fechadas a partir das 11h00 da noite do dia seguinte. E ninguém reclama ou buzina impaciente por que “seu direito de ir e vir” foi atingido. Pelo contrário. O staff da prova é todo composto de por voluntários. E tem mais voluntário que vaga. E todo copo d’água que você recebe  é acompanhado de sorrisos, parabenizações e de incentivos. A largada é às 05h00 da manhã, no inverno, é as ruas e parques estão cheios de pessoas que saíram de casas muito cedo só pra torcer por seus familiares ou por meros desconhecidos. E sim, essa torcida toda faz muita diferença, emociona. São tantos “Hi4”com as luvinhas do Mickey e tantos “Go, go! Great time!” “Congrats!” que não dá tempo  de pensar em qualquer esforço. Esta força extra é até mais importante que as diversas (mas diversas mesmo) atrações durante a prova (um barco pirata, uma fanfarra, soldados de chumbo, muita música etc, além do cenário dos parques).

Ainda, são inúmeros os pontos de hidratação e de isotônicos. Tantos que a gente pode se dar ao luxo de passar reto por alguns. E depois de cada ponto, com copos sem tampa, há metros e metros de lixeiras, de forma que não faz o menor sentido jogar o copo no chão.  Na meia, ainda, haviam pelo menos dois pontos com géis de carboidrato… Tudo sem fila, sem tumulto, sem necessidade de diminuir o pace… A largada, por pace dividido em cerca de 15 ou mais currais, é na verdade, inúmeras largadas diferentes, todas com contagem regressiva e fogos de artifício. A chegada, sem “entulhar” com bastante espaço para dispersão, fotógrafos registrando tudo… Tudo perfeito! A magia para o corredor é, na verdade, um exemplo de competência.

Mas, e quanto a mim? Também não tentarei te fazer chorar ao relatar o meu desempenho…

Eu e meu marido treinamos bastante e estávamos confiantes de atingir o objetivo, que era apenas de terminar bem nossa primeira Meia Maratona), mas no entanto, no dia anterior e horas antes da prova fizemos tudo de forma “atropelada”.

Nos dias anteriores à nossa viagem, vínhamos acompanhando as temperaturas de Orlando e estavam bem próximas ao do verão curitibano, apesar de ser inverno por lá. Assim, fizemos uma mala exclusivamente de verão. Qual não foi nossa surpresa ao ler, já no aeroporto do Rio de Janeiro, que estava entrando uma frente fria e a previsão era de temperaturas perto de 0⁰? Então, quando chegamos, ao invés de descansar, corremos às compras… Na sexta, chegamos ao hotel perto das 11h30 da noite e tínhamos que sair no máximo às 03h00 para chegarmos a tempo no local da prova (lembra que falei das ruas bloqueadas? Então.. ).

Quando finalmente conseguimos chegar à estrutura, eu e meu marido conseguimos nos perder um do outro quando ele  precisou usar o banheiro, então acabei indo para a largada sozinha (uma bela caminhada até lá onde encontrei os colegas de assessoria Luciana e Ricardo).

Corri o tempo inteiro concentrando-me para manter o meu pace, pois era muito fácil me empolgar. Consegui até o km 15 manter-me abaixo dos 6min/km, o que me fez ter esperança de terminar sub 2h. No entanto, nos últimos quilômetros, já com dia claro, diminui um pouco a velocidade e acabei perdendo de vista o pacer que carregava a placa das 2h… Foi a hora de recalcular a estratégia e manter a calma. Terminei, finalmente, em 2h10min17seg, dentro do realmente programado.

O que senti? Missão cumprida! Não chorei, nem de dor nem de alegria. Para mim, aquele momento coroava, no mínimo, um semestre de trabalho realizado. Pode não ser um tempo competitivo mas era o possível pra quem saía de lesão em agosto. Lembrava dos treinos feitos, do desafio durante a Maratona de Curitiba… de cada palavra do meu técnico Leandro e do apoio de toda a equipe da Trainer Assessoria. Não era, não, um momento de choro pois a prova nunca foi um desafio impossível. Eu treinei para aquilo, com toda a estrutura a meu alcance. Durante toda a minha preparação eu tinha bons profissionais me orientando, que foram essenciais inclusive para lidar com minhas expectativas e ansiedade. Eu estava apenas colhendo o que plantei.

Ah, se fiquei agradecida? Claro que sim. Grata sobretudo à minha família que me propiciou as condições de estar ali, de treinamento e também financeiras.  E, se você me perguntar se valeu a pena viajar pra tão longe para estrear nos 21K, eu te digo, sem sombra de dúvidas que sim. Muito.

Os “rituais” que envolvem uma viagem internacional fizeram com que o clima da corrida nos envolvesse muito antes da largada e a estrutura impecável, a altimetria plana e o clima frio colaboraram ainda mais para que tudo saísse de forma perfeita.

10624749_10205374097739737_3633037423103228396_n

Terminei a prova quase desejando estar inscrita também na Maratona, apesar de saber que para esta eu não estaria pronta. O bom é a certeza de poder curtir cada passo e ficar com um gostinho de quero mais… Quem sabe, num outro ano, não?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s