O livro, a corrida e a tal sacola…

Outro dia eu saí atrás do livro “Correria”, do Jornalista Sérgio Xavier Filho, da Runner’s World Brasil, porque no último verão tinha me surpreendido com a leitura de “Nascido para Correr” e agora queria repetir a dose lendo sobre corrida. Só que não achei o livro pra comprar. Estava em falta.

Não lembrando de nenhum outro título e sem que as vendedoras me fornecessem grande ajuda (souberam apenas me indicar as prateleiras dos livros de Educação Física, mas eu não queria ler sobre técnica de corrida, eu queria algo que me inspirasse e motivasse…), fiquei perambulando na livraria, pensando o que compraria para ler neste verão e já  tinha desistido quando na fila do caixa – para pagar o livro “teen” que daria de presente para minha enteada, uma capa me chamou a atenção…

Tá, eu confesso!  Eu sou uma pessoa preconceituosa.

Eu sempre passei longe das prateleiras dos chamados livros de “auto-ajuda”. O meu discurso sempre foi de que livro de auto-ajuda só ajuda o autor e a editora.

No entanto, aquela capa branca com um “START” enorme em vermelho, e mais, dizendo “dê um soco na cara do medo”, não tinha como ignorar…

Chama ou não chama a atenção uma capa dessa?

Chama ou não chama a atenção uma capa dessa?

Eu ainda estava meio perturbada com minha reação na prova do Tingui e diante do resultado dela, motivo pelo qual, ao buscar algo sobre corrida, o que eu queria na verdade era algo que me ajudasse a lidar com meus sentimentos sobre corrida… e de repente alguém, descaradamente,  dizia-me pra dar um soco na cara do medo! E mais… mandava:  “Fuja da média”…

E se é pra confessar, confesso de uma vez… o medo da “mediocridade” sempre me perseguiu.  E por mais que muitas vezes eu tente me convencer que tudo bem “estar na média”, eu nunca me sinto muito confortável sentindo-me “mediana”…

Peguei então o livro e dei uma folheada. Dê cara, e sem qualquer contexto, li o seguinte: “Arrume um emprego de meio período”. Pensei: Embora esteja fazendo muitas horas extras, eu acabo de trocar meu emprego de cerca de 10 horas diárias por outro de 20 horas semanais… Vou levar este livro – diz aqui que é best-seller do New York Times e do Wall Street Journal, não deve ser de todo ruim… Comprei.

E não é que o livro é bom? Está me fazendo parar para pensar. E muito. Às vezes em minha relação com a corrida, outras no aspecto profissional (na verdade o livro é mais destinado à carreira.)

Jon Acuff, o autor, numa explicação muito resumida, trata da busca da grandeza. Não de dinheiro, nem de fama. Ele tenta mostrar que o que fará diferença lá no fim da vida, realmente, é que você tenha sido uma pessoa incrível, seja lá no que você fizer. E ser incrível não necessariamente quer dizer milionária ou famosa, mas eventualmente pode ser que dinheiro e fama até venham como consequência.

E de tanto pensar nestas questões, uma das figuras utilizadas no livro me chamou muito a atenção, inclusive a ponto de me fazer parar para postar uma imagem no Facebook e no Instagram prometendo uma explicação posterior.

O livro em certo  trecho fala de  uma universidade norte-americana que nem interessa agora certificar-me de qual exatamente, que teria feito um estudo e chegado a conclusão que temos um suprimento diário de força de vontade que é finito. Conclui o autor que se você vai dedicar 30 minutinhos do seu dia para ir em busca da sua grandeza (e ele defende que é possível em apenas 30 minutinhos, o importante é começar – lembra que o título do livro é “Start”?) – melhor que seja às 5h00 da manhã do que às 23h00. Por que? Porque ao longo do dia você já usou seu estoque de força de vontade e de motivação para resolver os problemas do trabalho que paga suas contas e para os pequenos probleminhas do dia a dia. Então, quando é que terá a maior chance de estar mais motivado? Quando estará com mais disposição? Será ao acordar mais cedo.

Nesse ponto, eu acabei identificando-me no que se refere à Corrida. Foi aí que imaginei-me carregando essa sacola, assim como a minha lancheira que carrego com minhas comidinhas fitness… Sai cheia de casa e retorna comigo vazia à noite.

A tal sacola que prometi dar explicações no Instagram...

A tal sacola que prometi dar explicações no Instagram…

Sempre treinei de manhã. Atualmente, pela mudança de emprego, tenho treinado à noite. E minha disposição não é a mesma. Eu continuo amando correr. E continuo dando prioridade para os meus treinos. Mas a força de vontade na hora de fazer um treino de tiro, por exemplo, não tem sido das maiores. Faço, mas faço tiros “medianos”…

Mas por outro lado, quando o treino é de rodagem fácil, esse vai tranquilo. Principalmente se for batendo papo com uma amiga. Nesses, minha preocupação é só cumprir a quilometragem, não me exige muito. Apenas serve para relaxar. Na minha cabeça, embora saiba que é necessário no conjunto do treinamento, o treino fácil não é pra melhorar a performance. É apenas pra desestressar.

Nos tiros,  eu precisaria de uma sacola cheia de força de vontade, para começar e também para não parar na metade. Se não uma sacola, seria ao menos algo parecido com um cinto de hidratação.  Na rodagem fácil não precisa de nada disso… qualquer restinho, um “golinho” que me faça calçar o tênis, é suficiente.

Queria terminar este post com uma conclusão incrível, mas ainda não posso fazer isso. Eu apenas repito que prefiro treinar de manhã, mas não sei se é uma verdade absoluta para todos. E também, pode ser que a corrida nem seja a paixão de todos que me lêem. Mesmo tendo lido até aqui, para alguns pode ser apenas um hobby e não tem nada de mal nisso. Talvez muitos só prefiram relaxar enquanto trotam no final do dia.

Vocês também carregam uma “lancheira” repleta de força de vontade com vocês e vão “lanchando” durante o dia pequenas doses de disposição? E a corrida? Ela se serve destes lanches ou funciona mais como uma “despensa” onde vão se abastecer?

Anúncios

2 pensamentos sobre “O livro, a corrida e a tal sacola…

  1. Ola,

    Estava navegando pela internet e encontrei o seu blog com dicas de corrida. Gostaria de dar os parabéns, pois o blog é realmente muito interessante. Muitas dicas legais e inspiradoras em seu blog. Tenho certeza que ele faz muito sucesso.

    Também tenho um blog sobre corrida. O meu blog é novo, mas a audiência dele vem crescendo a cada semana.

    Acesse ele aqui: http://corridaderua.blog.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s