Dica de leitura: Nascido para correr – a experiência de descobrir uma nova vida

Estou lendo sem parar… apaixonante!
564052_Detalhes
Embora o livro seja o “culpado” pela onda minimalista dos tênis de corrida, vejo que a defesa por uma corrida mais natural, na verdade é muito mais que isso… Ainda não terminei, mas até agora, entendo que o autor defende a corrida mais natural na “alma”… Numa interpretação minha, sabe aquela velha história do futebol arte? Que sumiu quando quem passou a mandar foi o dinheiro? Então… Também a “arte da corrida” sofreu com o domínio do dinheiro…
Ao descobrir sobre a tribo tarahumara, no México, os melhores corredores de longas distâncias do Mundo, o autor acaba numa busca pelo segredo da corrida, que vai muito além da discussão “amortecimento x pés descalços”…
(…) Como mudar as programações internas capazes de nos levarem de volta à condição de corredores naturais, como já fomos na origem? Não só na história da humanidade, mas em nossas próprias vidas. Lembra? Quando crianças, sempre algum adulto nos mandava ir mais devagar. Todos os jogos e todas as brincadeiras ocorriam à velocidade máxima, com largadas fenomenais para ver quem conseguia chutar uma lata primeiro ou desbravar os perigos do quintal do vizinho. Quase a metade da graça das coisas estava em fazer tudo rápido (…) McDougall, Christopher – Nascido para correr: a experiência de descobriram uma nova vida – Editora Globo.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Dica de leitura: Nascido para correr – a experiência de descobrir uma nova vida

  1. Hmmmm, deve ser bom mesmo!! Depois “trocamos” os livros… o “Nascido para correr” é bom e fala até sobre alimentação: (…) No que se refere às propriedades nutricionais, uma colher de chia pode ser comparada a uma vitamina prepararada com salmão, espinafre e hormônios humanos para o crescimento. Apesar de minúsculas, as sementes são ricas em ômega 3, ômega 6, proteínas, cálcio, ferro, zinco, fibras e antioxidantes. Se você tivesse de escolher apenas um alimento para levar a uma ilha deserta, a melhor opção seria a chia – pelo menos se a sua preocupação fosse fortalecer os músculos e reduzir o colesterol e os riscos de problemas cardíacos. Depois de alguns meses de dieta à base dessa semente, talvez conseguisse voltar para casa a nado.” Que tal?? 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s