Fim de ano

Oi Gentiii!!! Quanto tempo eu não escrevo né?

Meu final de ano foi super , super corrido! Fiz mudança e me machuquei, viajei e fui em infinitas consultas médicas!

A verdade é que eu poderia sim ter tirado um tempinho pra escrever nem que fosse um pouquinho. Como a Carla diz “quem quer arruma tempo e não desculpa”, mas sinceramente eu estava muito preguiçosa e querendo um pouco de férias de tudo!

Meu projeto do Papai Noel eu levei certinho do jeito que deu e bem quado chegou o Natal eu relaxei mesmo e dei uma enfiadinha de pé na Jaca ( na verdade foi uma baita Jaca).

penajaca2

Eu fiquei muito braba esse fim de ano. Foi um stress fazer mudança correndo e foi suuuuuper corrido mesmo. Eu me senti correndo contra o tempo. Eu tinha feito um super plano pra levar a atividade física o mais cerrtinho possível e um pouco antes da mudança machuquei feio o ombro, tive que ficar duas semanas inteirinha paradinha… Um saco!

mudanc3a7adecasa

Como esse negócio de comer é muito emocional pra mim eu dei umas escorregadinhas de leve, mas considerando que tive que comer  muito na estrada e não pude cozinhar até que foi mais ou menos. Fui na nutri no dia 21 , e só por Deus mesmo emagreci um quilinho. Claro que não devo ter ganhado quase nada de massa magra já que a musculação ficou prejudicada por causa do meu ombro.

Na semana passada eu ainda consegui ir três vezes pra academia, mas foi bem devagar. Aproveitei para fazer check up com todos os meus médicos (foram nada a menos que 5 consultas em 3 dias, rs) .

check up medico

Tudo tranquilo nos médicos, só na dematologista que foi chatinho…. Eu não tenho boa imunidade para aquele vírus das verrugas e normalmente se eu fico meio estressada sai uma bem pequena nos dedos das mãos,o que não acontecia há alguns anos, mas é bem tranquilo, eu cauterizo e pronto, acabou.  Só que esse ano aconteceu um negócio diferente….

De tanto correr eu fiz uns calinhos nos dedos dos pés, e por causa desses machucadinhos encima dos calos (parece que é até meio dentro na verdade, eu demorei para perceber) saiu essas verrugas malditas… Conclusão: elas estão super enraizadas e eu vou ter que fazer um tratamento absurdo para tirar as QUATRO (sim em quatro dedos, desgraça pouca é bobagem), porque simplesmente não dá pra cauterizar direto.

São três idas na dermo pra passar um ácido super forte, super do mal que parece que está corroendo os dedos, mais  30 dias passando ácido mais fraco em casa e depois a cauterização… Delícia!

Nos dias que eu passo o ácido na dermo tenho que ficar uns 4 dias de havaianas por que dói pra burro! Imagina que beleza pra malhar! Sem chance… Depois vai bem com o outro ácido de passar em casa que não dói nada, mas não sei como vai ser qdo cauterizar, parece que serão duas semanas quietinha… Maravilha né?

Minha cara de alegria com esse negócio dos meus pés!

Minha cara de alegria com esse negócio dos meus pés!

Bom eu vou ter que lidar com isso, e dar um jeito de pelo menos fazer musculação com um  tênis bem larguinho sei lá…Principalmente porque 2013 vai ter que ser , por bem ou por mal, um ano super fitness! rs

Ai amigas e eu tenho mesmo que informar que eu enfiei o pé na jaca mesmo por QUATRO DIAS INTEIROS (SOCORRO!!!!). Fui para a praia no sábado e esqueci de tudo e continuei com essa rotina doida até o dia 25! Não preciso nem dizer que passei mal, tive azia e fiquei mega arrependida! Mas Natal é essa loucura mesmo fazer o que?

Como eu me senti nos quatro dias de comilança!

Como eu me senti nos quatro dias de comilança!

Mas resolvi que não vou emendar essa comilança com o ano novo e prometi ficar firma na dieta no ano novo e vou ficar!

Ontem já comecei meu detox (que na verdade é minha dieta normal mesmo tomando bastante água, rs) e já estou me sentindo forte hoje!

Espero que vocês minhas lindas, não tenham feito a mesma caquinha que eu fiz com o Natal! Ou se fizeram voltem logo para a vida saudável, antes que o prejuízo fique muito grande! Afinal não vale a pena estragar o trabalho de um ano inteiro em duas semanas, não é mesmo?

"Coma para alcançcar metas a longo prazo e não satisfação a curto prazo"

“Coma para alcançar metas a longo prazo e não satisfação a curto prazo”

Então me contem, como anda a dieta e os exercícios?

beijinhos e vou me esforçatr pra ser mais assídua no blog

Fica a inspiração para todas nós (especialmente para mim)

Linda Jennifer Nicole Lee

Linda Jennifer Nicole Lee

Dica de leitura: Nascido para correr – a experiência de descobrir uma nova vida

Estou lendo sem parar… apaixonante!
564052_Detalhes
Embora o livro seja o “culpado” pela onda minimalista dos tênis de corrida, vejo que a defesa por uma corrida mais natural, na verdade é muito mais que isso… Ainda não terminei, mas até agora, entendo que o autor defende a corrida mais natural na “alma”… Numa interpretação minha, sabe aquela velha história do futebol arte? Que sumiu quando quem passou a mandar foi o dinheiro? Então… Também a “arte da corrida” sofreu com o domínio do dinheiro…
Ao descobrir sobre a tribo tarahumara, no México, os melhores corredores de longas distâncias do Mundo, o autor acaba numa busca pelo segredo da corrida, que vai muito além da discussão “amortecimento x pés descalços”…
(…) Como mudar as programações internas capazes de nos levarem de volta à condição de corredores naturais, como já fomos na origem? Não só na história da humanidade, mas em nossas próprias vidas. Lembra? Quando crianças, sempre algum adulto nos mandava ir mais devagar. Todos os jogos e todas as brincadeiras ocorriam à velocidade máxima, com largadas fenomenais para ver quem conseguia chutar uma lata primeiro ou desbravar os perigos do quintal do vizinho. Quase a metade da graça das coisas estava em fazer tudo rápido (…) McDougall, Christopher – Nascido para correr: a experiência de descobriram uma nova vida – Editora Globo.

Você corre porquê?

Você pode correr por mil motivos, ou por motivo algum.
Você pode correr para emagrecer, para espairecer, para ganhar medalhas ou para se divertir. Você pode correr de graça, simplesmente calçar seu par de tênis e sair pra rua, ou gastar algumas dezenas de reais para se inscrever nas provas mais badaladas da sua cidade e então “ganhar” kits incríveis, com camisetas, meias, toalhas, bloqueadores solares etc.
Mas você já pensou em correr POR ALGUÉM?
Esta é a oportunidade que tivemos ontem na região metropolitana de Curitiba.
A “1ª. Corrida da Solidariedade” aconteceu ontem, em São José dos Pinhais e a renda obtida com as inscrições foi revertida em prol de Rosélio Aparecido Pereira, o qual, após um acidente de trabalho e uma cirurgia mal sucedida que deixaram lesões em sua coluna, descobriu o esporte junto à ADFP – Associação dos Deficiente Físico do Paraná.
O paratleta Rosélio vinha correndo com uma cadeira imprópria para corrida e ainda assim obtinha bons resultados. Ontem foi feita a entrega de uma cadeira de competição. Foi emocionante presenciar o momento!
20121216_093258_resized
Se você já paga pra correr, por que não, então, pagar menos do que você já está acostumada a desembolsar por uma corrida para se divertir fazendo o bem?
E se você ainda não participou de uma prova, será que não seria um ideal exatamente o que faltava para que se convencesse a se inscrever?
Corremos, ontem, eu, meu marido, minha enteada e uma amiga. Era a estréia nos 5K da Giu e da Mel e eu e meu marido optamos por não correr pra bater nosso tempo, mas sim para acompanha-las! E as duas foram muito bem! Eu e a Mel fechamos em 00:37:59 e o meu marido e a Giu, em 00:40:26, nada mal para a primeira prova delas, não?
Espero que a prova tenha servido de motivação para que elas passem a treinar ainda mais a partir de agora!
Corrida -20121216 - Solidariedade - Meninas
Na verdade, todo o evento foi especial!
Meus parabéns aos organizadores e a todos os que compraram a idéia! Foi tudo muito bem organizado, diversos pontos de ruas fechadas pela polícia militar ou pela Guarda Municipal de São José dos Pinhais, o staff também animado, educado, incentivando os atletas… A medalha, então, é linda!!! Com certeza, uma das que mais tenho orgulho em minha pequena coleção!
Fechei meu ano com 12 corridas. E fechei com chave de ouro!

Vida corrida

Fim de ano e a correria é outra: Colocar o trabalho em dia, confraternizações, “maratona” de compras…
No caso da Fer, ainda tem mudança de cidade…

Assim, pedimos desculpas se estamos postando com menos frequência, mas prometemos que em breve estaremos com muitas novidades!

A propósito, como anda o Projeto “Papai Noel em forma”? E os treinos?

Para as chocólatras de plantão

Meninas, vocês leram o post da Fer falando do açúcar e como nós, também ficaram impressionadas? Além disso, já vem buscando alternativas conseguir manter a dieta sem riscos de “jacar”?

Então, minhas amigas, hoje, por acaso, descobri a solução para quase todos os nossos problemas, sem termos que fundar um C.A. (chocólatras anônimas):

image

Fui até a Natuclin comprar um sorvetinho de alfarroba (tudo de bom!) e achei estes chocolatinhos ao lado caixa.

Cada um deles tem menos de 30 calorias e nadinha de lactose, açúcar ou glúten!

Mas o melhor, mesmo, é o sabor! Apesar dos 54% cacau e 0% de leite, esses dois sabores (menta e avelã) são bem docinhos, nada amargos como a maioria dos “chocolates” de dieta…

Finalmente, o chocolate sem jaca! 😉

Pra quem não é de Curitiba, achei o link da marca! Espero que gostem! Eu aprovei!

Corridinha

Hoje, minha enteada de 11 anos estreou na corrida!
E estreou com troféu de 2º lugar em sua categoria!
20121209_113737_8
A Giullia me acompanha no blog e no facebook e desde o início, sempre se mostrou curiosa sobre como funcionava uma corrida de rua, sobre técnicas de corrida etc. Contei aqui quando ela me acompanhou no treino e depois disse que queria também começar a treinar e por isso compramos-lhe um tênis de corrida.
Na última semana, ela descobriu na net uma prova infantil e pediu para que a inscrevêssemos. Tem como negar?? Claro que não!
Ela correu uma prova de 1,3K e terminou com 7min58seg. Ficou em segundo lugar, apenas 8 segundos atrás da primeira colocada.
20121209_122012
Orgulho enorme de fazer parte disso!
Estou muito feliz de poder passar o que acredito ser um ótimo exemplo!

Quer incentivar uma criança a correr? Clique aqui para ver algumas dicas para o treino dos pequenos.

Adidas Etapa Verão: Dose extra de motivação

Em se falando de corrida, e eu falo muito nesse assunto, a semana que passou foi especialmente gratificante.

No sábado já havia postado contando que cheguei em quarto lugar em minha categoria na última etapa do Circuito da Lua Cheia e, ainda, fui premiada por estar entre as 10 melhores colocadas de minha assessoria.

No domigo, porém, havia a última etapa do ano do Circuito das Estações – Adidas, o mais “concorrido” e mais festejado dos circuitos de corrida que ocorrem todos os anos em Curitiba.

Eu havia perdido a primeira prova, Etapa Outono, pois deixei pra fazer a inscrição muito em cima da hora, mas participei das outras três. Na de Inverno, em julho, terminei o percurso de 5K em 00:32:20. Na prova de primavera, no início de setembro, foi de 00:30:31. Agora vinha a prova de verão…

Por se tratar sempre do mesmo trajeto, as 4 provas do ano nos permitem um comparativo, uma base real de nosso progresso. Por isso, a etapa acabou adquirindo para mim um ar de “prova mais importante do ano”. Eu queria atingir o objetivo que vinha perseguindo desde a minha primeira prova de 5K do ano: Tempo abaixo de 30 minutos!

Embora eu tivesse todas as desculpas para justificar um eventual fracasso, por ser a segunda prova na mesma semana, pela falta do treino na sexta; cansaço pelas obras na casa da praia, ansiedade ou ainda pelas altas temperaturas e percentual de umidade do ar, eu sabia que nenhuma delas iriam realmente evitariam uma decepção caso não conseguisse.

Por outro lado, eu vinha de uma prova em que recebi uma dose extra de motivação… Isso teria que servir pra alguma coisa!! E serviu! Sinceramente, posso dizer que foi a minha melhor prova até hoje!

Corri os 5K sem caminhar. Fiquei ofegante, claro. Teve os períodos em que pensei “o que estou fazendo aqui?”, “Onde é que foi se meter, Dona Carla?”, mas eles passaram mais rapidamente do que nas provas anteriores.

Não me distrai com música, e não tive problemas com o tênis (amo meu Asics Noosa Tri 7!!! Leve, com os cadarços elásticos que não necessitam de qualquer ajuste ou amarração e não incomodam nadinha!) e, pode ser até ilusão, mas a minha sensação era de que eu mais ultrapassava do que era ultrapassada pelas outras pessoas, o que me dava mais ânimo para não diminuir o ritmo.

Consegui, assim, fazer uma prova com um ritmo constante. Consegui “achar” meu ritmo de prova, o que já é uma vitória para quem começava forte demais e depois quase não conseguia terminar as provas.

Para quem nunca participou de provas de corrida de rua, explico que, tirando, eventualmente, o pelotão de elite, que larga lá na frente, com a barriga literalmente na linha de largada, as tantas outras mil pessoas que participam têm seus tempos considerados como sendo os líquidos, ou seja, o tempo constante no relógio da chegada (bruto) menos o tempo que já constava do cronometro quando se passou pela largada. Dependendo de cada prova, a diferença entre o tempo bruto e líquido é enorme. Na Adidas, os últimos a largarem saem mais ou menos ao mesmo tempo em que os primeiros chegam, o que quer dizer em média 15 minutos.

Eu vi que havia saído em torno de 4 minutos após o início da largada. Assim, meu objetivo era chegar, no máximo, quando o relógio marcasse 33 minutos. Quando entrei no Jockey Club olhei direto para a linha de chegada e… Putz, não tem relógio pra quem chega! Ele está virado para o outro lado…

Olhei pro lado e quem vejo? A Fernanda, prima, amiga e parceira de blog!!! Será que finalmente conseguiríamos uma foto legal de corridas, juntas? Propus, então, que cruzássemos a linha lado a lado.

Embora inicialmente a Fer tenha dito que não teria forças, ela conseguiu “dar um gás” nos últimos metros e passamos juntas!!! Foi muito bom para marcar o ano em que nós nos reaproximamos e recuperamos uma amizade que andava meio “apagadinha”!

Só um pouco depois lembrei: “E o tempo???” Olhei pra traz e vi o relógio quase chegando no 34… Quase 04, Quase 34… a diferença toda seriam os segundos.

Em casa, corri para o computador para confirmar o resultado: 00:29:36! Missão cumprida!
Gráfico Circuito Adidas 2012
Agora, posso assinalar com um “ok” enorme a resolução do último ano novo de que em 2012 faria atividades físicas regulares. Agora, estou pronta para entrar em 2013 ainda mais motivada! Imediatamente já fixei novas metas: entrar para o pelotão azul (tempo de aproximadamente 00:27:30) e, até o final do ano, baixar ainda mais para em torno de 00:25:00.

Minha meta é chegar no pelotão azul!

Minha meta é chegar no pelotão azul!


A idéia não é ser melhor do que ninguém. A idéia é provar para mim mesma de que eu posso ser melhor a cada dia. A velha história do “querer é poder”.

Eu não corria. Em menos de um ano, faço 5 quilômetros em menos de meia hora.
Agora que corro, quem vai dizer que não consigo baixar cerca de 4 minutos?

Eu sei quanto suor é necessário para baixar cada um desses 240 segundos que me separam do meu novo objetivo, mas sei também que tem um ano novinho pela frente, com muitas manhãs de treino, com seus tantos quilomentros, sob Sol ou chuva, para que eu possa vencê-los.

Assim, que venha 2013!

A primeira premiação a gente não esquece!

Olá, meninas!
Essa semana estive fora de Curitiba. Estava no litoral, ajudando na reforma da casa de praia de meus sogros.
Daí já viu, né? Pouco tempo e internet quase nula!
Nem treinei essa semana, ao menos não o meu treino habitual de corrida e musculação. O “treino” foi no estilo Karate Kid, sabem como? Quem assistiu ao filme da década de 80, com o Ralph Macchio e no qual se lutava mesmo karatê e não kung fu, sabe do que estou falando…

image

Foi jogo duro… Lavar, varrer, lixar, pintar… Isso sem falar nas escadas… Subindo e descendo mil vezes por dia…
Chegava ao fim do dia muito quebrada, com dores em músculos que mal sabia que tinha!

Mas, como o litoral do Paraná nem é assim tão longe, na quarta-feira à tarde, eu e meu marido fechamos tudo e pegamos a estrada rumo ao Parque Tingui, aqui em Curitiba, para enfrentar uma prova de 4,3K, na última etapa do Circuito da Lua Cheia, que ocorre mensalmente adivinha quando? A cada Lua Cheia, claro! 😉

image

Essa etapa, a quinquagésima oitava, levava o nome da Trainer, minha assessoria, então nem pensar em faltar! No mínimo, seria uma grande festa e o local eu já conhecia, embora com algumas diferenças no trajeto, era o mesmo de minha última prova… Fomos então no intuito de “brincar”, sabendo que o cansaço não ajudaria.

Na hora da largada, saímos (eu e meu marido) o mais perto da linha possível, para não perder tempo com o pessoal que sai caminhando. Em poucos segundos já nos separamos um do outro, ele seguindo num ritmo bem maior que o meu, mas ainda achava que tinha começado bem. De repente, ainda perto dos 500m, vejo que perdi a ponteira do meu cadarço elástico (sim, justamente aquele que comprei quando jurei que jamais precisaria amarrar os sapatos no meio de uma prova!).

Com medo de perder o chip, acabei parando para tentar improvisar…  Não funcionou: Logo depois de completar o 1K, lá esta eu parada, de novo, fazendo um nó de marinheiro no cadarço e vendo, literalmente, o tempo correr!

Corrida perdida, pensei. Mas continuei, claro, pois de que me adiantaria ficar no meio do parque? Segui em frente.
Já entre o terceiro e quarto quilómetro, o Caluê, estagiário da Trainer, começou a correr junto comigo, me dando a maior força e ajudando-me a concentrar na respiração, passadas etc. Isso me ajudou muito a enfrentar aquele momento em que o corpo começa a pedir pra parar!

Chegando mais perto da linha de chegada, já vi o relógio ainda na casa dos 25 minutos e decidi que não deixaria virar para os 26. E não é que achei forças pra acelerar? E de presente, o Lucas, meu primo, fotografando bem ali, pela Vivo Esportes!

Se eu já estava feliz em terminar a prova com 00:25:55, imagina como fiquei ao descobrir que estava entre as dez primeiras clientes Trainer a cruzar a linha de chegada e que ganharia um prêmio da assessoria ainda? Vi que meu objetivo de subir num pódium pode não estar tão longe e que a assessoria está dando resultado!

image

Amanhã terá mais uma prova. 5K. Circuito das Estações Adidas. Acordei às 5:00 esta manhã para dar tempo de trabalhar mais um pouquinho na casa da praia e ainda chegar em Curitiba a tempo de descansar…Desejem-me sorte! E que não haja mais problemas com cadarços!!

Em tempo: Minha classificação na Etapa Trainer do Circuito da Lua Cheia, dia 28/11, foi a seguinte:
Geral feminino: 29
30-34 fem: 4