Cortar o álcool? Ou os pulsos? Não necessariamente.

Outro dia, em um post da Fernanda, alguém perguntou como seguir uma dieta e conciliar com bebidas alcoólicas.

Sabemos que é mesmo difícil resistir àquela cervejinha e/ou drinks das saidinhas com as amigas ou o vinho com aquele gato incrível (no meu caso, estou falando do meu Maridão incrível, pra deixar claro!)

Então, resolvi contar a minha experiência: Já ouviram falar que mulheres casadas bebem mais? Não só bebem, como comem… Já fizeram pesquisas a respeito, parece, mas no meu caso é verdade. Logo depois que casada, além de tudo ser motivo para comemoração – a primeira vez sozinhos em casa, a primeira visita do primo, a primeira compra de supermercados para a casa nova, a primeira vez de tudo – ainda passamos a dividir tudo em dois… um pacote de macarrão? Metade pra cada um! Uma garrafa de vinho? Metade pra cada um… Resultado? 10 quilos em 10 meses…

Horrível? Pesadelo? Sim, e dos grandes (bota grande nisso! Com duplo sentido e tudo!).

Assim, antes de completar um ano de casada eu estava com problemas de auto-estima e começava a ter sinais de transtornos alimentares – quanto mais eu achava que devia me cuidar, mais compulsão eu tinha e mais ânsia de vômito me dava após devorar alguma guloseima…

Não vi outra saída a não ser buscar ajuda médica.

Procurei um nutrólogo, o qual acompanha minha dieta até hoje, o qual, como já disse por aqui antes, foi claro: Para emagrecer e manter-se magra, só com reeducação alimentar e exercícios físicos. No entanto, face a ansiedade, optamos por um tratamento de choque: sibutramina.

Não farei, de modo algum, apologia ao uso deste ou de qualquer outro medicamento, mas, seguindo as orientações médicas e com o EXCELENTE acompanhamento do nutrólogo, que disponibilizou celular e e-mail para qualquer dúvida e/ou noticiar qualquer efeito indesejado, não tive problemas.

No entanto, ao ser receitado o medicamento, minha primeira pergunta foi: – E o álcool? – Terminantemente proibido. Explicou-me que o medicamento pontencializa os efeitos do álcool e, além disso, eu deveria, também, pensar nas calorias em cada copo.

Como eu estava realmente desesperada para emagrecer, a minha escolha não foi difícil! Cortei do dia para a noite o álcool de meu cardápio. E não foi difícil. Minha determinação era maior. Diminuí, é verdade, as saídas, mas quando saía, tanto eu como meu marido bebíamos apenas água com gás, gelo e limão, felizes da vida por estarmos fazendo algo para melhorar nosso corpo e nossa saúde.

Passado algum tempo, é verdade, voltamos a beber socialmente. Sem o remédio, não é de todo o mal uma cervejinha com os amigos de vez em quando. Contanto que seja realmente “uma cervejinha” e “de vez em quando”. O segredo para a MANUTENÇÃO do peso é a sabermos moderar as quantidades – sem exageros, nem demais, nem de menos.

Ah, e na Runner’s – revista que adooooro! – até já saiu reportagem dizendo que uma cervejinha não interfere no desempenho na corrida!

Assim, quando me perguntam da minha dieta, hoje, costumo responder que não existe dieta. O que fiz foi uma reeducação alimentar. Como o que eu quiser. Mas com moderação. Alimento-me de três em três horas, socorrendo-me de barrinhas de cereais se for preciso, face a correria do dia a dia, mas não pulo refeições. E, em casa, incluí, não retirei, ingredientes para melhorar a qualidade das minhas refeições: O próprio whey, a quinua (ou quinoa), farinha de linhaça, entre outros.

Então, meninas, depois de toda essa história, a conclusão que quero deixar é a seguinte: Tenham determinação. Eventuais esforços valem a pena para atingirem seus objetivos. Mas não percam o foco. O importante é aprender a se alimentar bem, para então poder comer tudo.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Cortar o álcool? Ou os pulsos? Não necessariamente.

  1. Oi prima, então, como falei pra Jenny, não tenho muita pista do que fazer para diminuir ou cortar o alcool, já que não gosto, então não me faz falta! foi legal esse post para as meninas que estão tendo dificuldades com as bebidinhas na balada! Beijocas

  2. Eu já ouvi falar de gente que toma bem pouquinho, ou que reveza com uma garrafa de água, ou que faz uma bebida com suco light e só um dedinho de vodka, e tem tb os que preferem escolher um dia só da semana pra liberar geral… O que funciona eu ão sei! Quem souber posta aqui! Vou perguntar pras minhas amigas que são chegadas em cerveja e daí escrevo aqui.bjo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s