A parte chata da corrida: lesões

Minha ideia era escrever meu primeiro post para o blog sobre como surgiu meu amor pela corrida, e as coisas que eu mais amo nela. Isso porque correr não é igual para todo mundo. Muitos preferem apenas treinar sem nunca competir, outros (como eu) simplesmente amam as provas.  Alguns gostam de treinos longos e mais lentos, outros curtos e com mais tiros. Uns correm pela boa forma, outros para desestressar, e outros tantos pela diversão! Uma coisa, entretanto, não muda para os corredores, e infelizmente, devo dizer: lesões!

Quem corre , inevitavelmente, se machuca, cai, escorrega, tensiona, distende…

Não me leve a mal se você está começando, não estou querendo te desanimar! A corrida é um esporte maravilhoso! Mudou minha vida e ainda estou pra completar um aninho de corrida. Amo correr! Mas a verdade é essa.  Não tem fuga! A corrida é um esporte de alto impacto, e seus joelhos, suas articulações e seus músculos vão reclamar!

Se eu tiver que dar um conselho para quem está começando é este: previna do início! Quer correr? Maravilha! Mas invista na musculação. Se você não gosta se esforce, pois você vai precisar de músculos para suportar o impacto.

Invista  também em outras atividades que possam ajudar na prevenção das lesões, o que você curtir: ioga, pilates, RPG, alongamento, massoterapia…  E depois de um longão de matar, quando seus músculos estiverem chorando, não exite em encher uma banheira de água fria, jogar quatro  formas de gelo nela e mergulhar suas perninhas ali por uns 15 minutos (sim eu já fiz isso), elas irão agradecer  esse seu pequeno sofrimento no dia seguinte!

No meu segundo mês correndo consegui uma bela de uma tendinite no joelho esquerdo! Minha primeira lesão! Parabéns, já podia me considerar uma corredora! Precisei de uma semana de arcoxia, e eu confesso,  não segui a recomendação do médico de ficar semanas sem correr, devo ter ficado uns cinco dias, nem me lembro mais. Mas a partir daí comecei a levar a sério o fortalecimento muscular e fiz dos agachamentos meus melhores amigos! Hoje sou apaixonada por musculação também! Ainda bem!

Depois dessa vieram outras, caí na esteira e me esfolei toda, tive dores nos ombros e  na clavícula, e enfim na semana passada consegui machucar feio meu pé e meu tornozelo direito pulando corda!?!?! Foi a pior lesão que tive até agora, a única que me fez realmente ter medo de ficar um tempo sem correr.  Sofria pra caminhar!  Por isso um último conselho: simplesmente não faça atividades físicas com as quais você não está acostumado na semana anterior a prova!  Não sei onde estava com a cabeça!

É, eu estava inscrita em uma prova no sábado! Simplesmente não aceitava que teria que perder a prova, fui até o local com dor e tive dores fortes para caminhar do estacionamento até a largada da prova. Mas apenas caí na real uns dois minutos antes da largada, quando percebi que não tinha jeito, se quisesse correr nas próximas semanas ia ter que abrir mão daquela corrida!

Não fui! Foi a pior sensação de todas, desistir da prova alguns minutos antes da largada. Eu já sabia que não ia dar, mas não queria aceitar! Chorei um pouquinho (mas só um pouquinho) e fiquei muito chateada! Mas acho que tomei a decisão certa, ontem meu tornozelo já não doía muito, hoje está bem melhor, e acredito que lá por quinta feira já consiga dar uns trotinhos  pra voltar bem a semana que vem.

Confesso que essa situação me deixou muito revoltada, motivo pelo qual, achei que também é válido escrever sobre a parte chata da corrida, que sinceramente pra mim é só essa! É muito difícil quando a cabeça quer mais, mas o corpo não dá conta! É uma luta interna absurda, porque a cabeça simplesmente não quer escutar o corpo, tampa os ouvidos e “lálálálá”…. E as consequências a gente já sabe!

Uma amiga minha falou uma coisa muito, muito inteligente na semana passada “as vezes parece que a dor não vai embora, ela só migra, some de um lugar e aparece em outro!”, e acho que é uma sensação normal dos corredores, que acabam se acostumando com pelo menos algumas bolhas e dorzinha muscular aqui e acolá. Quem corre sabe do que estou falando!

A verdade é que a hora que o bichinho da corrida te morde, já era! Você sempre quer mais! Então não deixe que a primeira lesão te faça desistir. Não tenha medo, mas cuidado! Pois só com a prevenção você poderá prolongar seu tempo nas pistas!  E boa corrida!

Anúncios

4 pensamentos sobre “A parte chata da corrida: lesões

  1. Oi Fer, tardinha de vc, fiquei com uma petinha de vc, mas não foi por ter se machucado não, foi por vc não correr,pois sei bem que a decepção por não participar da corrida dói mais que a dor física. Mas tudo na vida tem um por que, e a gente vai aprendendo a lidar com nossos limites e nosso corpo, temos que ter paciência para molda-lo e deixa-lo forte e resistente. Teu comentário foi muito bom! Tem pessoas que só vêem o lado bom das coisas, entram de cabeça se machucam e acabam desistindo, outras pensam nos esforços e sacrifícios que terão que ser feitos e nem começam, mas esta sua visão dos esforços e do amor por correr foi muito legal. Querida afilhada estou muito orgulhosa de vc, cada dia mais linda, por dentro e por fora. Parabéns!

  2. Pingback: Quem tem medo de lesão? | Corre, Mulher!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s